11 setembro 2017

O meu querido cor de laranja

São algum dias que acabo o meu projecto sve na Spin e só dois dias que regresei na Italia e dexei a querida Lisboa. Foi um ano intenso cheio de lembranças, cheiros, emoçãos e musicás novas e parece quasi impossivel tentar de dar forma com as palavras.
Posso tentar de fazer um resumo através do cor de laranja. Primero porque as coisas mais linda no meu caminho na ruas de lisboa foi encontrar os alvores de laranja, assim como nunca vou econtrar um sumo de laranja natural tão saboroso e baratto fora do Portugal! Durante um dos muitos pequeno almoços que tive nos bar da cidade.


A equipa de trabalho no escritorio não poderia ser melhor: antes de chegar na Spin não imaginava a possibilidade de um espaço sem competição entre a equipa mas só reispeito e collaboração. Em este ano aprendi como as relaçoes entre a equipa pode fazer a differençia, isso não significa que o trabalho para de ser cansativo mas ter bom collegas da a força e energia para ver tudo em maniera positiva! Para mi foi um momento increivel quando no meio do meu projecto sve chegaram as novas voluntaria sve Petra e Ana: ainda lembro da minha alegria de ter duas rapiragas com os cabellos laranja comigo no escritorio. A elas devo muito para o meu periodo na Spin.


Cor de laranja é tambem o cor da associacão Spin e não posso não lembrar da nossa estagiaria Vânia que nos delicio com a comida e contos da sua terra, parecia de viajar em São Tome; do Michał que chego da Polonia mas a sua terra real tem que ser o planeta Arte; do Babis e da Camilla!


A nossa tutora Inês ainda lembro da primera entrevista que fiz contigo e do primero dia da minha chegada onde na casa com todos os volonturios colocaste a musica da banda orquestrade, em este ano fiz uma lista da tuda a boa musica que colocaste no escritorio! Pois Aneta mudo a minha ideia sobre os limites de força: a sua capacidade de dedicar-se nos projectos 24h/24, o timbro de voz acuta e especialmente a força de dizer sempre que achas!
A nossa equipa tem tambem a Raquel coordenadora dos projectos de mobilidade europea de envio, depois de 3 meses tive a increivel opportunidade de apoiar o seu trabalho e ver a importancia de organização, precisão e força de vontade que precisa para trabalhar nesta aerea!


Enfim quem tem a opportunidade de trabalhar na Spin va a econtrar o coração laranja da associação: a super presidenta, mulher e mãe Sara Segurado. Uma combinação perfeita de professionalidade e ottimismo; a quantidade de motivação que nos da é uma fonte de energia interminavel e ecologica!


Durante o meu projecto sve não tudo correu bem e algumas vez tive problemas mas que eu aprendi e claro isso vale especialmente pra mim que as nossa emoção e motivação pode mudar o contesto e dar a possibilidade de nos focar nas coisas boa em vez de olhar sempre para as coisas que faltam ou não funcionam. Cada pessoa tem um caminho differente o meu aprendizagem maior do meu sve foi ter a forças de não ir embora dos problemas mas tentar de ver isso em manera lucida, pedir ajuda se possivel e tentar em caso uma solução. Depois de este ano aprendi as coisas que gosto e que não gosto, a minhas attitudine positiva e onde tenho que melhorar e a importancia de comunicar com os otros em vez de tentar de resolver tudo sozinha!


Obrigada a todas, ja sinto muita saudade!

Michela

0 comentários:

Publicar um comentário