30 outubro 2018

O testemunho da Elena

Quando estava escrevendo o primeiro blog,com as primeiras impressoes  gerais nunca tinha imaginado que estes 12 meses iam correr tao rapidos.Aqui è sempre a Elena que fala,mas esta vez com um ar mais melancolico porque o EVS acabou e tenho que voltar na minha cidade:Milao alias Gotham City.
Foram meses  incriveis: eu foi muito sortuda porque conheci pessoas fantasticas na minha casa e tambem no Caf onde trabalhava,sem esquecer a cidade de Lisboa,agora entendo porque nosso escritor Antonio Tabucchi nunca mais quis voltar na Italia depois ter vivido na cidade da Luz.

Cheguei no CAF na ponta dos pes(humildemente),com a sensacao de estar no projeto certo,com o passar do tempo os colegas tornaram-se amigos,as atividades desportivas praticadas no Caf correram sempre bem,treinei os miudos do grupo “Estrelinhas do Mar”(adorei trabalhar com este grupo,foi um desafio para mim tambem,porque nunca tinha treinado jovens NEE,sempre agradacerei o Josè e a Milena para  esta oportunidade),minha ajuda nos TDC era uma grande ocasiao para melhorar meu portugues e conhecer mais os miudos do 5° e 6°ciclo,consegui nestas missoes e estou muito feliz para ter alcancado meus objetivos iniciais.Gostei muito conhecer as realidades do APCL e do Centro Comunitario de Telheiras,adorei ver como os miudos se tornavam cuidadosos, os idosos se riam quando chegavamos,porque sabiam que ia ser uma tarde de alegria dos pequenos misturada a sabedoria e simpatia deles,juntos conseguiram fazer candeeiros com plastico reciclado e desenhos de animais usando so tampas, o resultado foi fenomenal e foi exibido no Festival de Telheiras.

Os miudos ficaram muitos contentes e criativos quando fomos na Assosiacao Spin,gracas ao Michael,voluntario da Republica Checa,que precisou da nossa ajuda para crear a floresta do seu Castelo de Alienos,projeto feito utilizando so material reciclado,o resultado foi incrivel e o Castelo ainda està na escola Sao Vicente.


Vivi o 25 de Abril,dia da Revolucao,com meu cravo na mao como se estivesse em Milao no dia da Resistencia,achei interessante que as duas datas corrispondiam na Italia como no Portugal,senti-me em casa pela primeira vez.
Nos dias seguintes  tive a ideia de explicar e contextualizar historicamente aos miudos do 5° e 6° ciclo e as “Estrelinhas do Mar”  nossa musica da resistencia: “Bella Ciao”,eles ficaram muitos curiosos sobre o assunto e tambem quiseram saber o significado das palavras,com a ajuda tecnica da monitora Geny ensinamos tambem a musica,eles gostaram muito e no ensaio do fim de ano eles cantaram a musica ,foi emocionante.
Depois comecaram as aventuras do Verao no Caf,fomos em todos os cantos possiveis e imaginaveis da cidade(desde o Museo Nacional do Teatro atè ao Museo Bordalo Pinheiro,desde  o Castelo de Sao Jorge atè ao projeto MARE,desde o Oceanario atè as costas Caparica(visitando varias praias)desde os estudos da RTP,atè ao centro APEDV,desde o Parque Monteiro atè o Monsanto e mais...)sem esquecer as atividades no Caf. Cada dia para mim era uma descuberta fiquei muito entusiasta das saidas e das aventuras que viviamos. 


Sai do Caf,com uma consciencia maior sobre minhas competencias na area da educacao nao formal,aprendi muitas coisas neste ano a traves dos meus colegas do Caf,voluntarios e workshops.
Um obrigado especial a Casa Anjos, pessoal foi um ano incrivel!
Serei sempre grata a Associacao Spin para esta grande oportunidade: “O Voluntariado è uma forma de melhor entederes o mundo e apreciares ainda mais a tua vida!”


Viva o CAF Vicentix(so para aventureiros) e Viva Lisboa!
Atè logo
Elena

0 comentários:

Publicar um comentário