11 fevereiro 2021

O testemunho no. 1 da Elisa (Crescer a Cores)


Olá a todos, sou Elisa, tenho 24 anos e sou italiana. A vontade de sair do meu país há pelo menos um ano fazia-se sentir cada vez mais e decidi tentar embarcar nesta aventura com SPIN em Lisboa.




E aqui estou, finalmente cheguei, onde ESC não é apenas uma sigla, mas agora se tornou algo concreto. Não mais apenas imaginação, mas vida.

Antes da minha partida não pensei muito sobre o que iria encontrar.

Percebi que só cheguei depois da primeira noite de solidão, onde para me fazer companhia estavam as lembranças do que havia deixado e o desconhecido do que será.




Naquela primeira noite, olhando pela janela do meu quarto, olhava as luzes da cidade e me sentia muito pequeno. Mas eu sabia que mais cedo ou mais tarde daria rostos a alguns dos habitantes das casas que vi e que esta cidade assumiria feições mais familiares.


No dia seguinte, quando acordei, havia um sol quente que me recebia, que me acompanhou nas primeiras semanas e me permitiu começar a explorar a bela cidade.

Passei duas semanas de sol e férias e apesar de maravilhosa, a vontade de conhecer o trabalho que eu faria e os outros voluntários crescia cada vez mais.


A primeira pessoa da associação que conheci foi a mentora que, durante uma bela caminhada, me contou um pouco sobre a história da cidade e respondeu algumas das minhas curiosidades sobre ela. Poucos dias depois, o dia de boas-vindas finalmente chegou.

Os voluntários do spin nos receberam calorosamente, preparando um esplêndido almoço para a ocasião e depois um jogo original para descobrir o bairro Padre Cruz.

Algumas semanas atrás, comecei a dar minha contribuição para o crescer : Crescer a Cores.



A princípio achei esse trabalho bastante monótono, mas com o passar dos dias fui percebendo cada vez mais a importância de essas crianças terem uma rotina pontuada a cada dia. Tendo compreendido isso, comecei a dar mais valor às atividades que realizava, reconhecendo a sua importância. Aos poucos tudo foi ficando cada vez melhor, principalmente desde que os meninos e as meninas começaram a me reconhecer e sinto que agora um lindo vínculo está se formando, onde dia após dia gosto cada vez mais deles.


Nos dias em que não estou trabalhando, saio com os outros voluntários. Estou muito feliz por tê-los conhecido ... dia após dia a relação que temos cresce, tenho certeza que teremos muitas aventuras juntos nos próximos meses.

Estou muito feliz por ter chegado aqui, tenho certeza que esse entusiasmo me acompanhará por muito tempo.



0 comentários:

Publicar um comentário